segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Cuidados com o óleo de cozinha

Até que enfim Caxias do Sul tem um destino "ecológico" definido para o óleo de cozinha. Muitos de nós já devem ter ouvido falar do sério impacto causado a água dos rios pelo azeite usado nas nossas cozinhas. Um litro deste óleo pode poluir até 1 milhão de litros de água. Um verdadeiro absurdo. E, em média, cada residência brasileira descarta 0,7 litro por mês. Se no passado isto tudo foi pro ralo imagine em que bela situação nos encontramos! E se continuar a ir? Alguém ainda quer pescar?
Estima-se que a população caxiense, que já beira os 500 mil habitantes, produza 91 mil litros de azeite por mês, sem contar empresas de alimentação, indústrias e restaurantes. E o tratamento de materias oleosos demanda 20% dos gastos totais com tratamento de efluentes.
Foi publicado no jornal Pioneiro, do dia 15/09, a matéria completa sobre esta iniciativa da CODECA. Que é uma ótima ação. Mas convenhamos, já devia ter saído do papel a muito tempo.
Noves fora, agora a responsabilidade de colocar isso em funcionamento é nossa. A ação é simples:
  1. Separe o óleo usado em uma garrafa plástica;
  2. Quando a garrafa estiver cheia tampe-a bem e coloque-a no lixo seletivo;
Então, a CODECA se encarregará de destinar o óleo a uma empresa que produz biocombustível com este resíduo. Ainda saímos ganhando, pois o biodiesel produz 75% menos poluição do que o diesel comum.
Vamos praticar e divulgar esta idéia! Caxiense, mãos à obra! Faça sua parte na sua casa.
E cidadãos de outros municípios exijam ações competentes a respeito deste problema aos seus representantes públicos!

4 comentários:

Iori disse...

Tentei ler mas não deu .


Resume aí .


Abraços .

BOTANDO O PELÉ EM CAMPO disse...

Analize meu blog




http://cagadas1000.blogspot.com/

vovosimpson disse...

http://www.worldviewofglobalwarming.org

http://sisnema.com.br/Materias/idmat016768.htm#

dicas de sites

valeuuuu

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom